A caixa de gordura é uma desconhecida para muitos. Obrigatória em vários lugares do Brasil, ela merece toda a atenção do mundo. Esse reservatório é um tanque pequeno que armazena a gordura da pia da cozinha ou máquina de lavar. A água existente nela filtra a gordura. Água e gordura não se misturam, portanto, a sujeira boia e a água passa.  A caixa de gordura pode ser retangular ou cilíndrica, feita com PVC (a mais resistente), concreto em alvenaria de tijolo maciço revestida com argamassa de cimento ou fibra de vidro. Existem modelos de PVC ou concreto prontos nas lojas de material de construção.

A NBR 8160 da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) estabelece normas para construção e instalação. Segundo a norma, o volume mínimo é de 18 litros para residências. Restaurantes, lanchonetes, escolas, hospitais e hotéis precisam de caixas de gorduras especiais projetadas por especialistas em hidráulica. O tanque deve ser instalado em linha reta entre o cano da pia da cozinha e a rede de esgoto, não ter tubulações com curvas, ter sistema de sifão e tampas removíveis e a limpeza realizada a cada três meses (apartamentos), seis meses (casas) e com intervalos maiores em estabelecimentos comerciais.

Caixa de inspeção

A caixa de inspeção também é importante. Esse tanque construído em concreto pré-moldado recebe o esgoto dos banheiros e área de serviço, que possuem a gordura de produtos químicos. A caixa de inspeção alerta para entupimentos na rede de esgoto. As manutenções são feitas a partir desse tanque, instalado a 25 metros da tubulação. Sua higienização deve ser realizada a cada seis meses, apenas com o levantamento da tampa e remoção de objetos, plantas e detritos com um objeto pontudo.

Características caixas de gordura de PVC:

  • Cinza;
  • Duas entradas de 75 milímetros, uma entrada de 50 milímetros e uma saída de 100 milímetros;
  • Temperatura: 45ºC;
  • Cesta de limpeza com alça;
  • Tampa reforçada de formato quadrado. Algumas marcas são resistentes ao tráfego de carros leves;
  • Porta tampa;
  • Anel giratório;
  • Sifão e plug;
  • Corpo da caixa.

Instalação da caixa de gordura

A instalação da caixa de gordura não é difícil. Você pode fazê-la seguindo esses três passos. Saiba quais são e os principais macetes:

  • Encontrando a tubulação
  • Verifique o projeto da rede de esgoto;
  • Converse com o construtor do imóvel;

Macete: espete um vergalhão de aço fino no local onde você acredita estar a tubulação. Quando você encostar em um anteparo (interrupção), provavelmente é o tubo, mas, cuidado para não perfurar nenhuma tubulação.

  • Instalação da peça

Definido o local e se a caixa de gordura for de alvenaria, faça uma abertura com 80 cm de largura, 60 cm de altura e 80 cm de comprimento. Caso seja de PVC, a abertura precisa ter o mesmo diâmetro do tanque. Construa a caixa com o concreto na base e uma parede com tijolos maciços e requeimados para o reservatório durar mais. A base deve ter 8 centímetros de altura e os tijolos assentados deitados, assim eles ficam mais firmes. Corte o tubo para encaixar a peça e use o sistema de esgoto. Talvez seja necessário empregar uma marreta e luva de correr, peça que repara infiltrações em tubulações de água fria, em decorrência de juntas e emendas mal executadas.

  • Teste e acabamento

A finalização não pode ser negligenciada. Você deverá abrir a torneira ou acionar a descarga, a fim de verificar o escoamento da água. Caso identificar vazamentos, providencie o reparo imediatamente. Se estiver tudo certo, feche a tampa e enterre a tubulação de volta. Cubra o buraco aberto com terra e faça o acabamento (cerâmica, contrapiso ou grama). Agora sua caixa de gordura está pronta para ser utilizada, mas, os cuidados não param por aí.

Para não entupir

Não adianta ter uma caixa de gordura bem instalada. A manutenção diária garante o bom funcionamento dela. Atitudes simples mantém o tanque em ordem. Saiba como economizar os custos com reparos:

  • Tire restos de comida dos pratos antes de lavá-los;
  • Não jogue óleo na pia, principalmente se ainda estiver quente;
  • Faça manutenções e limpezas com enzimas a cada seis meses. Alguns produtos podem ser utilizados mensalmente e até mesmo a cada 15 dias;
  • Não jogue a sujeira da caixa de gordura nos vasos sanitários e ralos para não entupir as tubulações.
Entupiu, e agora?

Quando há acúmulo de sujeira, a gordura gruda e compromete a caixa e a rede de esgoto. As consequências da falta de manutenção são:

  • Água escoando lentamente;
  • Transbordamento dos resíduos da caixa de gordura;
  • Cheiro ruim;
  • Tubulações entupidas;
  • Infestação de insetos e roedores.
Como desentupir?

Você pode desentupir a caixa de gordura sozinho. Para a tarefa, você precisará de luvas, saco plástico e uma colher. Pegue a sujeira com uma colher, coloque no saco e descarte em lixo comum. Concluída a limpeza, adicione 200 gramas de sabão em pó e 3 litros de água morna. Mas, e as soluções caseiras?Será que elas surtem algum efeito?Vamos desvendar alguns mitos:

  • Água fervente: dissolve a sujeira, não desentope e danifica caixas de gordura feitas com PVC;
  • Bicarbonato de sódio, vinagre e refrigerantes: ajudam a limpar, porém, não desentope;
  • Soda caústica: auxilia no escoamento da água, mas, remove a sujeira dos canos. Para quem tentar utilizá-la, coloque após tirar a sujeira e acrescente água morna. Deixe agir por pelo menos 30 minutos. O produto deve ser utilizado com cautela para não causar irritação na pele, olhos, mucosas e problemas respiratórios.

Limpeza profissional

Em casos extremos, o indicado é contratar uma desentupidora. Os técnicos removem a gordura, o líquido e os detritos sólidos no fundo do tanque e higienizam a caixa de gordura com bombas de alta pressão e sucção, cuja capacidade varia de 7 a 15 m3. As bombas são acionadas por motores com pressão de 150 bares. A sujeira retirada vai para o veículo elevada para locais apropriados.

Não basta ter uma caixa de gordura. A limpeza é uma medida importante para garantir seu funcionamento. Entupimentos leves podem ser resolvidos em casa. Tome cuidado com soda caústica e outros produtos químicos. Caso não consiga resolver o problema, entre em contato com nossa equipe.